Entenda a obra múltipla

marylin capa multiplos

É comum que as pessoas tenham dúvidas em relação ao múltiplo/gravura ou print, como é chamado em inglês. O que os torna diferente de uma reprodução comum? Há muito tempo os múltiplos são reconhecidos e tem valor como obra. A maior responsável por esse processo foi a escola da Pop Arte, que com seu conceito de cultura de massa colocou os múltiplos em outra posição. A Marylin de Andy Warhol – que o The Guardian classificou como a terceira obra de maior influência no mundo e história da arte – é uma serigrafia, meio que permite a reprodução ou seja, os múltiplos.

 

A gravura ou print é a arte resultante de um processo de impressão artesanal, feito pelo próprio artista ou com autorização  e supervisão do mesmo , tem edição limitada numerada e assinada pelo próprio . Isso a difere de uma simples cópia ou reprodução e traz valor de mercado .

Diversos artistas consagrados tem múltiplos em seu portfólio, o especialista em Op Art Victor Vasarely um dos primeiros a fazer uso dos múltiplos, acreditava que o mito das obras únicas desapareceria ; os múltiplos são uma forma adequada para um novo colecionador iniciar no mundo da arte e colecionismo .

Há vários tipos de impressão e diferentes matrizes. Depois de completada uma edicão de obra multipla, a matriz não será posteriormente reutilizada, e cada obra receberá , geralmente a lápis o número da cópia e o do total de impressões, além da assinatura do artista.

Exemplo: 3/75 é a terceira cópia de 75 impressões feitas. A gravura é então, um múltiplo da obra original, assinada uma a uma pelo artista e é isto que dá o caráter de uma obra original e valor de Mercado, não podendo ser confundido com um poster, onde a impressão é meramente gráfica e de tiragem ilimitada.

Além da tiragem definida pelo artista, algumas vezes você encontra obras com siglas e não numerações como por exemplo

• P.A. (prova do artista em português) ou A.P. (Artist proof em ingles)

• P.I. (prova do impressor em português) ou  P.P. ( print proof em ingles)

• H.C. (hors comerce) , uma denominação francesa que significa gravuras fora de comércio

As técnicas mais encontradas nos múltiplos são  

Serigrafia: a matriz é feita em uma tela especial, que é esticada em um bastidor. Sobre a tela são revelados fotolitos, ou mascaras com cada cor da obra. As máscaras recebem a tinta, que é espalhada por um rodo, para fixar a imagem no papel.

Classic-Marilyn-set-

Clássico set de Marilyn de Andy Warhol, serigrafia.

Screenshot 2016-06-03 14.28.27

Este Mao de Andy Warhol  é Serigrafia sobre papel Beckett High White , assinado e numerado 161/250 no verso. Carimbado pelo impressor “copyright Andy Warhol 1972 Printed at Stryria Studio Inc.” 92 x 92 cm, valor  de mercado em torno de R$ 130 a R$ 250 mil

Outro exemplo de serigrafia 

Screenshot 2016-06-03 14.28.35

Artista : Sara Hardacre Titulo : Armas Open to welcome the sun – Silkscreen manual com três cores em Somerset Tub Sized Satin 410 gsm  – 70x 70  cm Edição : Limitada 20/30 assinada e entitulada pela artista | 2012

Veja um pouco do processo de serigrafia , na Jealous Edition de Londres, assista aqui

Giclée  impressão em inkjet dentro dos padrões de fine arts ,

por studio certificado em papel algodão, o processo  é o mesmo usado em museus para garantir a longevidade da obra .

Exemplo de Julian St Clair 

Screenshot 2016-06-03 14.28.41

Xilogravura: a matriz é uma superfície de madeira, com a obra esculpida pelo artista. Sobre o relevo, aplica-se uma tinta especial, que passa pela pressa com o papel.

Exemplo do artista Pure Evil 

Screenshot 2016-06-03 14.28.46

Litogravura: a matriz dessa técnica é uma pedra calcária tratada com solução ácida para desengordurá-la. A imagem é gravada com lápis ou tinta gordurosa. A repulsa entre a tinta e a gordura caracteriza a impressão

Exemplo do artista pop Britânico Robert Indiana 

Screenshot 2016-06-03 14.28.52

Metal: desenha-se sobre uma chapa de metal envernizada . A gravação pode ser feita diretamente na placa, com instrumentos como o buril e a ponta-seca, ou pela corrosão com ácidos. Geralmente, a gravura em metal é usada para reproduzir desenhos de linhas finas e texturas.Leva-se a peça para um banho de ácido e aplica-se uma camada de tinta que irá fixar-se apenas onde foi feito o desenho.

Exemplo de Tomie Ohtake 

Screenshot 2016-06-03 14.29.20

 

 

 

 

 

 



Os comentários estão desativados.

Entenda a obra múltipla

marylin capa multiplos

É comum que as pessoas tenham dúvidas em relação ao múltiplo/gravura ou print, como é chamado em inglês. O que os torna diferente de uma reprodução comum? Há muito tempo os múltiplos são reconhecidos e tem valor como obra. A maior responsável por esse processo foi a escola da Pop Arte, que com seu conceito de cultura de massa colocou os múltiplos em outra posição. A Marylin de Andy Warhol – que o The Guardian classificou como a terceira obra de maior influência no mundo e história da arte – é uma serigrafia, meio que permite a reprodução ou seja, os múltiplos.

 

A gravura ou print é a arte resultante de um processo de impressão artesanal, feito pelo próprio artista ou com autorização  e supervisão do mesmo , tem edição limitada numerada e assinada pelo próprio . Isso a difere de uma simples cópia ou reprodução e traz valor de mercado .

Diversos artistas consagrados tem múltiplos em seu portfólio, o especialista em Op Art Victor Vasarely um dos primeiros a fazer uso dos múltiplos, acreditava que o mito das obras únicas desapareceria ; os múltiplos são uma forma adequada para um novo colecionador iniciar no mundo da arte e colecionismo .

Há vários tipos de impressão e diferentes matrizes. Depois de completada uma edicão de obra multipla, a matriz não será posteriormente reutilizada, e cada obra receberá , geralmente a lápis o número da cópia e o do total de impressões, além da assinatura do artista.

Exemplo: 3/75 é a terceira cópia de 75 impressões feitas. A gravura é então, um múltiplo da obra original, assinada uma a uma pelo artista e é isto que dá o caráter de uma obra original e valor de Mercado, não podendo ser confundido com um poster, onde a impressão é meramente gráfica e de tiragem ilimitada.

Além da tiragem definida pelo artista, algumas vezes você encontra obras com siglas e não numerações como por exemplo

• P.A. (prova do artista em português) ou A.P. (Artist proof em ingles)

• P.I. (prova do impressor em português) ou  P.P. ( print proof em ingles)

• H.C. (hors comerce) , uma denominação francesa que significa gravuras fora de comércio

As técnicas mais encontradas nos múltiplos são  

Serigrafia: a matriz é feita em uma tela especial, que é esticada em um bastidor. Sobre a tela são revelados fotolitos, ou mascaras com cada cor da obra. As máscaras recebem a tinta, que é espalhada por um rodo, para fixar a imagem no papel.

Classic-Marilyn-set-

Clássico set de Marilyn de Andy Warhol, serigrafia.

Screenshot 2016-06-03 14.28.27

Este Mao de Andy Warhol  é Serigrafia sobre papel Beckett High White , assinado e numerado 161/250 no verso. Carimbado pelo impressor “copyright Andy Warhol 1972 Printed at Stryria Studio Inc.” 92 x 92 cm, valor  de mercado em torno de R$ 130 a R$ 250 mil

Outro exemplo de serigrafia 

Screenshot 2016-06-03 14.28.35

Artista : Sara Hardacre Titulo : Armas Open to welcome the sun – Silkscreen manual com três cores em Somerset Tub Sized Satin 410 gsm  – 70x 70  cm Edição : Limitada 20/30 assinada e entitulada pela artista | 2012

Veja um pouco do processo de serigrafia , na Jealous Edition de Londres, assista aqui

Giclée  impressão em inkjet dentro dos padrões de fine arts ,

por studio certificado em papel algodão, o processo  é o mesmo usado em museus para garantir a longevidade da obra .

Exemplo de Julian St Clair 

Screenshot 2016-06-03 14.28.41

Xilogravura: a matriz é uma superfície de madeira, com a obra esculpida pelo artista. Sobre o relevo, aplica-se uma tinta especial, que passa pela pressa com o papel.

Exemplo do artista Pure Evil 

Screenshot 2016-06-03 14.28.46

Litogravura: a matriz dessa técnica é uma pedra calcária tratada com solução ácida para desengordurá-la. A imagem é gravada com lápis ou tinta gordurosa. A repulsa entre a tinta e a gordura caracteriza a impressão

Exemplo do artista pop Britânico Robert Indiana 

Screenshot 2016-06-03 14.28.52

Metal: desenha-se sobre uma chapa de metal envernizada . A gravação pode ser feita diretamente na placa, com instrumentos como o buril e a ponta-seca, ou pela corrosão com ácidos. Geralmente, a gravura em metal é usada para reproduzir desenhos de linhas finas e texturas.Leva-se a peça para um banho de ácido e aplica-se uma camada de tinta que irá fixar-se apenas onde foi feito o desenho.

Exemplo de Tomie Ohtake 

Screenshot 2016-06-03 14.29.20

 

 

 

 

 

 



Os comentários estão desativados.

0