POP BRASILEIRO NA PINACOTECA

Vanguarda capa

A Pinacoteca de São Paulo recebe a exposição de longa duração, Vanguarda Brasileira dos Anos 1960 – Coleção Roger Wright. Composta por 80 peças assinadas por artistas brasileiros do pop e modernismo de expressão nas décadas 1960 a 1970, a monstra conta com os trabalhos de Cildo Meireles, Nelson Leirner, Raymundo Colares, Hélio Oiticica, Mauricio Nogueira Lima, Mira Schendel l, Carlos Zilio, entre outros.

Entre os principais destaques deste montão está a obra Porco, de Nelson Leirner, que foi primeiramente apresentada durante o 4º Salão de Arte Moderna de Brasília (DF), em 1966.

Intensamente questionada pelo extinto Jornal da Tarde com a pergunta: Isso é arte? A obra levantou uma polêmica sobre os critérios da crítica de arte. O certo é que a obra Porco ganhou fama, impulsionando efetivamente o artista. E agora, décadas depois, lá está o animal cinquentão na sua própria casa, sendo uma das mais recentes aquisições para integrar o acervo definitivo da Pinacoteca.

Curiosamente podemos afirmar que em pleno 2016, este porco enjaulado de Brasília (DF) continua sendo uma provocação direta à atual crise política de nosso país.

Porco de Nelson Leirner 

 

Nelson-Leirner-O-Porco-1

 

A 55SP visitou a Pinacoteca no ultimo final de semana e aqui indicamos nossas favoritas: 

Mauricio Nogueira Lima

Mauricio Nogueira Lima

 Mauricio Nogueira Lima 2

Mauricio Nogueira Lima

Raymundo Colares

 Raymundo Colares 

Marcelo Nietsche

Marcelo Nietsche 

Claudio Tozzi

Claudio Tozzi 

Rubens Gerchmann

Rubens Gerchmann 

Carlos Zilio

Carlos Zílio

Geral 2 Geral 1 Geral 3

A exposição é fruto do comodato entre a família de Wright, a Pinacoteca, a Secretaria da Cultura do Estado de São Paulo e a Associação Cultural Goivos, que cedeu 178 obras de arte ao museu. Roger morreu em 2009, junto a sua família em um acidente de bimotor. Seu irmão, Christopher, e sua mãe, Ellen Mouravieff-Apostol, decidiram emprestar a coleção à Pinacoteca pelos próximos 10 anos. Se a exposição corresponder às expectativas da família, ela intenciona renovar a parceria.

A mostra fica em cartaz até 26 de agosto de 2019 no 1º andar da Pinacoteca – Praça da Luz, aberta a visitação de quarta a segunda-feira, das 10h às 17h30. O valor do ingresso é de 6 reais (inteira) e 3 reais (meia), com entrada franca para crianças com menos de 10 anos e idosos com mais de 60. Aos sábados, a entrada é gratuita para todos os visitantes.

 

 

 

 



Os comentários estão desativados.

POP BRASILEIRO NA PINACOTECA

Vanguarda capa

A Pinacoteca de São Paulo recebe a exposição de longa duração, Vanguarda Brasileira dos Anos 1960 – Coleção Roger Wright. Composta por 80 peças assinadas por artistas brasileiros do pop e modernismo de expressão nas décadas 1960 a 1970, a monstra conta com os trabalhos de Cildo Meireles, Nelson Leirner, Raymundo Colares, Hélio Oiticica, Mauricio Nogueira Lima, Mira Schendel l, Carlos Zilio, entre outros.

Entre os principais destaques deste montão está a obra Porco, de Nelson Leirner, que foi primeiramente apresentada durante o 4º Salão de Arte Moderna de Brasília (DF), em 1966.

Intensamente questionada pelo extinto Jornal da Tarde com a pergunta: Isso é arte? A obra levantou uma polêmica sobre os critérios da crítica de arte. O certo é que a obra Porco ganhou fama, impulsionando efetivamente o artista. E agora, décadas depois, lá está o animal cinquentão na sua própria casa, sendo uma das mais recentes aquisições para integrar o acervo definitivo da Pinacoteca.

Curiosamente podemos afirmar que em pleno 2016, este porco enjaulado de Brasília (DF) continua sendo uma provocação direta à atual crise política de nosso país.

Porco de Nelson Leirner 

 

Nelson-Leirner-O-Porco-1

 

A 55SP visitou a Pinacoteca no ultimo final de semana e aqui indicamos nossas favoritas: 

Mauricio Nogueira Lima

Mauricio Nogueira Lima

 Mauricio Nogueira Lima 2

Mauricio Nogueira Lima

Raymundo Colares

 Raymundo Colares 

Marcelo Nietsche

Marcelo Nietsche 

Claudio Tozzi

Claudio Tozzi 

Rubens Gerchmann

Rubens Gerchmann 

Carlos Zilio

Carlos Zílio

Geral 2 Geral 1 Geral 3

A exposição é fruto do comodato entre a família de Wright, a Pinacoteca, a Secretaria da Cultura do Estado de São Paulo e a Associação Cultural Goivos, que cedeu 178 obras de arte ao museu. Roger morreu em 2009, junto a sua família em um acidente de bimotor. Seu irmão, Christopher, e sua mãe, Ellen Mouravieff-Apostol, decidiram emprestar a coleção à Pinacoteca pelos próximos 10 anos. Se a exposição corresponder às expectativas da família, ela intenciona renovar a parceria.

A mostra fica em cartaz até 26 de agosto de 2019 no 1º andar da Pinacoteca – Praça da Luz, aberta a visitação de quarta a segunda-feira, das 10h às 17h30. O valor do ingresso é de 6 reais (inteira) e 3 reais (meia), com entrada franca para crianças com menos de 10 anos e idosos com mais de 60. Aos sábados, a entrada é gratuita para todos os visitantes.

 

 

 

 



Os comentários estão desativados.